Buscar
  • Tobi

Expectativa vs realidade

2021 começou como um ano de muita expectativa. O mundo inteiro segue sendo afetado por uma pandemia, então é difícil não pensar em outra coisa senão a vacina para o COVID. É evidente que eu também tenha a mesma expectativa afinal, a vida precisa voltar ao "normal". Mas não foi somente com essa ideia que eu inicitei o ano. Na verdade vou além. Desde o final do ano passado já comecei a imaginar o meu 2021 diferente.


Com a proposta de fazer algo novo e me dedicar cada vez mais a indústria criativa, lancei meu site e esse blog no final de 2020. A expectativa era de poder alimenta-los com muita frequência (quase que semanalmente, por que não?) trazendo conteúdo, dividindo experiências e falando sobre produção musical.


A realidade no entanto se mostrou bem diferente. Comecei o ano cheio de desafios profissionais, com carga de trabalho bastante elevada, novos cursos de aperfeiçoamento, pressão por resultados, enfim.


O que eu vi foi meu projeto musical ficando de lado.


Com a carga alta de trabalho e o cansaço acumulado os meus dias se resumiam a finalizar o expediente no trabalho e descansar. Foi dessa forma que eu levei o primeiro mês do ano.


Não vou mentir. É complicado lidar com essa ansiedade por querer fazer, mas "não estar dando conta". Quando você se propõe a gerar conteúdo é comum vir junto uma pressão por "resultados". Eu me cobrei bastante principalmente até a metade do mês, porque queria continuar produzindo.

Ao final do mês eu decidi mudar um pouco de ares e tirar essa pressão por resultados de cima de mim, deixando as coisas rolarem naturalmente. Afinal, está tudo bem não conseguir se dedicar para hobbies ou outras atividades por algum tempo.


Como em todo bom filme existe um plot twist na história e aqui vai o meu: parece que é exatamente nesses momentos que não estamos esperando por nada que a vida mostra o seu lado mais dinâmico. Logo na primeira semana de fevereiro eis que surge um convite inusitado do meu amigo e produtor Samuel (sim, aquele que já passou aqui pelo blog também): "- Está afim de gravar um documentário?".


A pergunta me pegou de surpresa e demorei algum tempo para assimilar. Ainda vou entrar em detalhes de toda essa produção, mas basicamente o Samuel foi convidado a gravar um disco de uma banda de rock estilo 70s que além do disco queriam registrar toda a gravação do álbum em um "filme". Existia a ideia, mas faltava quem poderia entender e executar ela, transformando em algo viável. Foi por isso que o Samuel entrou em contato comigo.


Não tenho nenhum tipo de estudo formal em gravação, roteiro, entrevistas, etc. e apesar de já ter feito algo parecido (porém bem mais simples) em outros projetos, seria uma primeira oportunidade de passar por todo o processo, desde a definição da ideia, o roteiro, formato, luzes, câmeras, enfim. Todo o projeto estaria na minha mão. Ao mesmo tempo que isso é emocionante, gera uma ansiedade gigante. Será que eu vou dar conta?


"- Eu sei que da trabalho, mas vai ser divertido.". Devo admitir que foi com essas palavras ele me convenceu.


Para nos situarmos no tempo estou escrevendo esse post no dia 20/fev. Aceitei o convite na primeira semana do mês e depois de algumas conversas iniciais as gravações foram marcadas para o carnaval (13/fev até 16/fev).


Sabe o medo de dar conta ou não? Pois é, por esse motivo eu posso estar dando um tiro no pé contando essa história enquanto ela ainda está rolando, afinal não tenho ideia do tempo que vai levar para essa produção ser finalizada.

Terceiro dia de gravações

Decidi escrever mesmo assim para poder narrar todos os passos. Vai ser interessante observar como as coisas devem mudar até o final do projeto (porque já mudaram desde a primeira conversa com o Samuel até agora) e isso faz parte desse meu aprendizado.


Nos próximos posts quero contar um pouco mais sobre minha preparação para a gravação; as referências que eu busquei; o novo olhar para produções cinematográficas que eu passei a ter; quais foram os equipamentos usados; a parceria que eu encontrei faltando 2 dias para as gravações e como o roteiro foi mudando conforme eu conhecia mais do projeto e principalmente da banda.


Pra cima!

Tobi

128 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo